Páscoa: Festa da Vida, do Amor, e da Glória

A PÁSCOA, a fé na Ressurreição de Jesus é a maior alegria do cristão, ao saber e acreditar pela fé, que Jesus vive para sempre, e é Ele a nossa vida, o nosso amor a nossa alegria de viver.

Sofrendo e partilhando os sofrimentos do nosso mundo, fazendo a experiência do medo e da solidão, da desgraça e da sorte, fazendo a experiência do pecado e da graça do abandono e do acolhimento, olhamos para Jesus Cristo sofredor, morto numa cruz e reconhecemos o próprio Deus ao nosso lado.

Denunciando a injustiça e empenhando-nos por um mundo mais justo, nós acreditamos que somos caminhantes e peregrinos de Deus, da casa Paterna.

Ouvindo a Palavra de Deus partilhando a fé, anima-nos a esperança de que a última palavra sobre a nossa vida e sobre a história deste mundo é a PÁSCOA de Jesus, vencendo a morte, o pecado, tudo o que nos impedia de ser herdeiros do céu, das bênçãos de Deus.

É esta fé e esperança que fazem de nós um povo novo, o povo de Deus, enviado a dar testemunho do Evangelho em palavras e gestos de solidariedade, de comunhão fraterna, gestos de amor de fraternidade e de caridade. Celebrando a Semana Santa acompanhamos Jesus que hoje sofre nas pessoas doentes... e, como ressuscitado, dá-nos hoje e sempre o Seu Espírito para o reconhecermos nos mais pobres e nos mais fracos. Somos a Igreja que canta e proclama a sua vitória sobre todas as formas de morte e destruição. Cristo Morreu e Ressuscitou para nós para nos libertar da morte e do pecado, para nos ressuscitar, com Ele, para nos dar a vida eterna.

A Ressurreição de Cristo é para nós, ao mesmo tempo uma garantia de um apelo para o imediato. Se Cristo ressuscitou, também nós ressuscitaremos, diz o apóstolo S. Paulo. Jesus mostra-nos que a nossa passagem pela terra transforma-se com a Sua em vida eterna. Celebrar a Ressurreição de Cristo é despertar a graça que há em nós, é trabalhar com Ele para a glória do Pai, é comprometer, com Ele a nossa vida ao serviço dos irmãos.

A Páscoa é a maior festa dos cristãos, é a festa da esperança e da renovação. É a festa da vida que para sempre triunfa da morte; Páscoa é a fonte e a meta de toda a vida humana. O calendário faz coincidir a Primavera com o tempo pascal precisamente para indicar o renascer da vida...

Se não houvesse a Páscoa a Cruz de Cristo não passaria de um fracasso sangrento e a nossa própria vida seria sempre de morte. Na Páscoa não pode haver (não há) esperança desiludida: é o próprio Deus o autor da vida que nos abre os braços como um Pai que nos ama.

Category:
Portuguese