Uma meditação dos Mistérios Dolorosos - Dezembro de 2012

1. A Agonia de Jesus no Horto das Oliveiras

«Jesus, sabendo tudo o que ia acontecer, adiantou-se e disse-lhes: “Quem buscais?” Responderam-lhe: “Jesus, o Nazareno”. Disse-lhes Ele: “Sou Eu!” E Judas, aquele que o ia entregar, também estava junto deles». (Jo 18, 4-5)

Nós, hoje, buscamos também a Jesus de Nazaré, o Rosto de Deus? Busquemos na sua pessoa a resposta às nossas perguntas fundamentais.

2. A Flagelação de Jesus

«Aos que me batiam apresentei as costas, e a face aos que me arrancavam a barba» (Is 50, 6).

Jesus, que tinha anunciado o Evangelho de paz, recusa toda a violência. Aos que lhe batiam numa face, mostrou a outra. Felizes os pacificadores.

3. A Coroação de espinhos de Jesus

«Jesus rebaixou-se a si mesmo, tornando-se obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, Deus o exaltou e lhe deu um nome que está acima de todos os nomes» (Fil 2, 8-9).

Jesus, um dia coroado de espinhos, foi exaltado e constituído Senhor. Ele é para nós, hoje, o Caminho, a Luz, o Pão da Vida, o Bom Pastor, o Rosto de Deus.

4. Jesus a caminho do Calvário

«Disse Pilatos: “Vou libertá-lo, depois de o castigar”. Mas eles insistiam em altos brados, pedindo que fosse crucificado... Então, Pilatos decidiu que se fizesse o que eles pediam» (Lc 23, 22-24).

Pilatos cedeu à pressão das pessoas. Hoje, corremos o risco de ceder à pressão daqueles que nos convidam a viver uma vida afastada dos valores evangélicos.

5. A Crucificação e a Morte de Jesus

«O centurião, que estava em frente dele, ao vê-lo expirar daquela maneira, disse: “Verdadeiramente este homem era Filho de Deus”» (Mc 15, 39).

Foi um gentio a reconhecer que Jesus era o Filho de Deus. Saibam todos os povos voltar-se para a cruz de Jesus e saudá-la. Dela esteve suspenso o Salvador do Mundo.

No mesmo espírito: Mistérios Gozosos, Mistérios Luminosos e Mistérios Gloriosos

Category:
Portuguese