Uma meditação dos Mistérios Dolorosos - Julho-Agosto de 2013

1. Agonia de Jesus no Horto das Oliveiras

«Jesus voltou pela terceira vez e disse-lhes: “Dormi agora e descansai! Pois bem, chegou a hora... Levantai-vos, vamos! Eis que chega o que me vai entregar”» (Mc 14, 41-42).

Jesus diz-nos, hoje: «Levantai-vos, vamos!» Ele convida-nos a não cairmos no desânimo no comodismo e a lutarmos por um mundo melhor.


2. A Flagelação de Jesus

«Maltratado, deixou-se humilhar e não abriu a boca. Era como um cordeiro levado ao matadouro» (Is 53, 7).

Jesus tinha falado da humilhação por amor. Agora sofre-a com resignação. Mas também dito que quem se humilha será exaltado.


3. A Coroação de espinhos de Jesus

«Então, saiu Jesus com a coroa de espinhos e o manto de púrpura... Assim que viram Jesus, os sumos sacerdotes e os seus servidores gritaram: “Crucifica-o! Crucifica-o!”» (Jo 19, 5-6).

Jesus era uma pessoa incómoda, porque pôs em causa a religião e o poder desse tempo. A mensagem de Jesus continuará a ser incómoda para quem se recusa a aceitar a Boa Nova.


4. Jesus a caminho o Calvário

«Se alguém quiser seguir-me, renegue-se a si mesmo, carregue a sua cruz e siga--me» (Lc 9, 23).

O discípulo não é mais do que o Mestre. Também necessitamos de seguir nos passos de Jesus, que nos levam à Verdade, à vida em abundância.


5. A Crucificação e a Morte de Jesus

«Ensopando no vinagre uma esponja, chegaram-lha à boca. Quando tomou o vinagre, Jesus disse: “Tudo está consumado”. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito» (Jo 20, 29-30).

Jesus completou a obra que o Pai lhe entregou. Viera para cumprir a sua vontade. Todo o discípulo de Jesus tem o mesmo programa até ao fim da sua vida.

 

No mesmo espírito: Mistérios Gozosos, Mistérios Luminosos e Mistérios Gloriosos

 

Category:
Portuguese